Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Cyberpunk: o yin-yang do futuro

Fonte: Cyberpunk 2077 (PC, Xbox One, Xbox Series S/X, PlayStation 4 e PlayStation 5)

Nos dias atuais vivemos em uma sociedade decadente e com os seus dias contados. As ações do homem sobre a natureza danificam o nosso planeta, as grandes cidades produzindo mais químicos poluentes à nossa atmosfera e, para concluir, o ser humano se corrompendo cada vez mais enquanto o tempo passa.

Nosso planeta vive em ameaça de extinção a cada ano que passa, com os nossos recursos naturais sendo esvaziados, as reservas de água doce e potável zerando, fazem com que as evidências de que a sociedade que conhecemos hoje em dia esteja chegando ao fim. Isso é retratado em obras literárias (ou visuais) em um gênero não muito conhecido, denominado “Cyberpunk”.

O gênero foi criado pelo escritor William Gibson, autor dos livros “Neuromancer”, “Count Zero” e “Mona Lisa Overdrive”, com os três abordando o mesmo tema. Gibson é considerado o “profeta noir” do Cyberpunk, tendo se inspirado no filme “Blade Runner” de 1982. Sua obra inspirou a outros diretores a criarem obras-primas como Ghost in The Shell, Cowboy Bepop e o infame Cyberpunk 2077.

“Cyberpunk” é uma ideia de um mundo completamente tomado pelas garras da tecnologia, fornecendo muitas inovações para o homem, com implantes corporais, luzes neon em todos os prédios e carros voadores. Uma visão exagerada de como a tecnologia pode evoluir nas próximas décadas e como isso pode influenciar muito no quesito da desigualdade. Apesar dos avanços econômicos, a chave para o avanço tecnológico, o gênero mostra o lado ruim nessa situação, com as taxas de crimes, pessoas desabrigadas e inflação aumentando drasticamente.

Graças à exagerada modernização, os recursos naturais terrestres nesse universo estariam na sua maioria escassos, fazendo com que os seres humanos tenham que recorrer a adaptações manufaturadas por eles mesmos. No jogo Cyberpunk 2077, é possível ver letreiros com anúncios da “Real Water”, um certo tipo de líquido que alega ser igual ao H2O. A ideia toda desse tópico é mostrar que, num futuro breve ou distante, é possível que possamos viver em um yin-yang econômico e natural.

Por fim, é preciso considerar que esse tema é fictício e não é uma certeza de que o futuro da humanidade será assim, mas acredita-se que com o rumo que nós estamos tomando, com os avanços tecnológicos e as mudanças climáticas do nosso planeta, é bem possível que nossas crianças futuramente irão viver em uma sociedade distópica e depressiva.

Publicidade

5 comentários em “Cyberpunk: o yin-yang do futuro

  1. É realmente preocupante sabermos que se não mudarmos nossas atitudes, o futuro pode ser inexistente para nós, ou, como o gênero cyberpunk diz, pode haver mais desigualdade e criminalidade do que já existe.

    Curtir

  2. Infelizmente é preocupante sabermos que por conta das nossas atitudes, O futuro pode ser inexistente, ou prejudicado ainda mais, temos que cuidar do nosso planeta.

    Curtido por 1 pessoa

  3. ” ‘Real Water’, um certo tipo de líquido que alega ser igual ao H2O.”
    Ainda não tive a oportunidade de jogar mas já achei bacana essa construção dentro do game, me fez lembrar da rica construção de mundo de Transmetropolitan.
    Mas não é correto afirmar que William Gibson criou o cyberpunk, por mais que ele seja a maior referência literária do subgênero.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close